logo Troca linha TROCA - Plataforma por um Comércio Internacional Justo

A Plataforma TROCA esteve em Covas do Barroso

A Plataforma TROCA esteve em Covas do Barroso

A Plataforma TROCA esteve em Covas do Barroso

A TROCA – Plataforma  por um Comércio Internacional Justo esteve presente na acampada contra as minas de lítio em Covas do Barroso. Alertámos para o acordo internacional UE-MERCOSUL que afecta duplamente esta zona tão bela de Portugal.

Aumento das importações de carne vindos da América do Sul

O acordo UE-MERCOSUL resultará num aumento das importações de carne de vaca e rações animais, bem como das exportações de automóveis produzidos na Europa.

A produção de carne de vaca é muito importante para Covas do Barroso que, entre outras raças, produz a famosa raça barrosã. Esta carne é alimentada com milho e silagem produzidos na zona e é um exemplo de uma economia com cadeias curtas de consumo, mais justa e sustentável. No entanto, o preço desta carne não tem aumentado há vários anos, reduzindo o lucro dos agricultores, o que se deve à concorrência gerada pela carne vinda de países que, entre outros aspectos, não obedecem aos critérios ambientais e de bem-estar animal vigentes e aplicados em Portugal

Muita da carne proveniente da América do Sul é produzida em áreas recentemente desmatadas e recorre a produtos fitofarmacêuticos proibidos na União Europeia, tais como hormonas de crescimento.

Aumento das exportações de automóveis

Este acordo demonstra claramente as contradições da União Europeia quanto à mobilidade sustentável. Enquanto a UE incita os seus cidadãos a andar mais de bicicleta e de transportes públicos, negoceia à porta fechada com os países da América do Sul a possibilidade de estes comprarem mais carros europeus.

Isto afecta directamente as povoações ameaçadas com a mineração de lítio, pois é a prova de que tal está a ser feito não para combater as alterações climáticas, mas para manter o lucro do sector automóvel. O acordo UE-MERCOSUL é uma prova de que a luta das povoações não se reduz a um NIMBY (not in my back yard), mas que a destruição do local onde vivem só vai servir para perpetuar a actual sociedade de desperdício.

De salientar que em 2018, o presidente da Comissão Europeia Jean Paul Junker negociou com Donald Trump – que rasgou o acordo de Paris – comprometendo-se a comprar mais soja (para alimentação animal e produção de carne) e consumir mais gás liquefeito em troca dos Estados Unidos não aumentarem tarifas comerciais sobre os veículos vindos da Europa.

Tratado da Carta de Energia

A Plataforma TROCA esteve em Covas do Barroso

Durante a acampada esteve também disponível informação contra o Tratado da Carta da Energia. Este tratado, assinado na década de 90, é responsável por processos ISDS contra os Estados quando estes implementam políticas de redução de gases de efeito de estufa.

Saiba mais sobre este acordo e assine a petição nacional e europeia.