logo Troca linha TROCA - Plataforma por um comércio internacional justo

Estudo Russo prova que os OGM vão esterilizar a humanidade dentro de três gerações

Estudo Russo prova que os OGM vão esterilizar a humanidade dentro de três gerações

Estudo Russo prova que os OGM vão esterilizar a humanidade dentro de três gerações

SANTÉ NUTRITION – QUE TON ALIMENT SOIT TON MÉDICAMENT

11 de Setembro de 2014 (http://www.sante-nutrition.org/etude-russe-prouve-les-ogm-steriliseront-lhumanite-au-bout-3-generations/)

Já se suspeitava que a perda de fertilidade era uma das mais graves consequências do consumo de OGM. Um estudo recente vem confirmá-lo. Em 2009, cerca de 3% das terras agrícolas nos EUA estavam cobertas de OGM (134 milhões de hectares). Agora uma nova peça vem agravar o puzzle. Trata-se de um estudo no âmbito das jornadas de defesa contra os riscos ambientais, citado por Jeffrey Smith, fundador do Institut ResponsibleTechnology dos EUA e autor do famoso livro “Seedsof Deception” , 2003. Este estudo russo demorou dois anos e usou cobaias hamsters, conhecidas pela sua alta taxa de reprodução. O Dr. Alexey Surov e a sua equipa alimentaram os animais que foram divididos em vários grupos com doses diferentes de soja OGM. Numa primeira fase os grupos reproduziram-se normalmente. O grupo que manteve a taxa de reprodução normal foi o que consumiu menos soja. Aquele que consumiu soja com mais alto teor de OGM teve menos crias e 25% de mortas. No fim, apenas uma única fêmea deste grupo conseguia reproduzir-se. Ao fim da terceira geração, os hamsters que se alimentavam com doses mais elevadas de OGM deixaram de ser capazes de se reproduzir e alguns ficaram sem pelos. Segundo o professor Smith, os riscos ligados à alimentação OGM são na sua maioria desconhecidos. As empresas e os agricultores recusam a publicação da avaliação dos resultados. As incertezas cientificas deveriam colocar o princípio da precaução no centro do processo avaliativo e contribuem para a total falta de transparência relativamente ao público e às organizações respectivas, impedindo qualquer avaliação objectiva e fazendo com que os consumidores sejam as verdadeiras cobaias.

 

Tradução de José Manuel Oliveira