logo Troca linha TROCA - Plataforma por um Comércio Internacional Justo

Ministra da Agricultura quer acordo UE-Mercosul

Ministra da Agricultura quer acordo UE-Mercosul

Ministra da Agricultura quer acordo UE-Mercosul

Não obstante os impactos ambientais devastadores, o estímulo às violações dos Direitos Humanos que representa e os prejuízos que causa aos agricultores europeus em geral (e aos agricultores açorianos em particular) a «Ministra da Agricultura de Portugal defende aprovação do acordo Mercosul-UE».

Na conta de facebook da sua congénere brasileira (a Ministra da Agricultura Tereza Rodrigues, que integra o governo Jair Bolsonaro) podemos ver um breve discurso da Ministra portuguesa Maria do Céu Antunes onde se posiciona a favor deste acordo.

A Confederação Nacional de Agricultura já se posicionou contra este acordo, o que é fácil de compreender, tendo em conta  que vai prejudicar tanto os pequenos agricultores, como já antes aludimos. Sendo verdade que o acordo poderá abrir mercados para a exportação de azeite e outros produtos, também é verdade que vai fragilizar a soberania alimentar, os padrões de saúde e segurança (o Brasil é o país menos restritivo quanto ao uso de pesticidas) e representar uma concorrência desigual, resultando na destruição de muitos empregos na agricultura em toda a União Europeia.

No entanto, mesmo que não existisse mais de uma dezena de outras razões, a cumplicidade  com o genocídio dos povos indígenas que este acordo representa deveria ser razão imperiosa e suficiente para o rejeitar.