logo Troca linha TROCA - Plataforma por um comércio internacional justo

O tratado para aquecer o Planeta

O tratado para aquecer o Planeta

O tratado para aquecer o Planeta

Petrolíferas e outras empresas de extracção de combustíveis fósseis encontram-se numa situação que seria muito semelhante às empresas tabaqueiras há algumas décadas atrás. Em ambos os casos, procuraram empolar dúvidas e distorcer a percepção pública do debate e conclusões científicas para que a sociedade desconhecesse os perigos associados aos produtos que vendem.

No entanto, existe uma grande diferença entre ambas as situações: o Tratado Carta da Energia (o tratado responsável por mais casos ISDS). Enquanto que as tabaqueiras foram forçadas a pagar vários milhares de milhões de dólares em indemnizações a várias vítimas de cancro do pulmão e outros prejudicados pelo tabaco, as empresas de extracção de combustíveis fósseis têm uma arma para fazer o contrário: serem os cidadãos em geral (e os contribuintes em particular) quem terá de pagar milhares de milhões de euros caso os estados combatam as alterações climáticas de forma enérgica e consequente.

A rede OPENEXP redigiu um documento sobre o Tratado Carta da Energia intitulado: “THE ENERGY CHARTER TREATY (ECT) – Assessing its geopolitical, climate and financial impacts”. Infelizmente não está disponível uma tradução portuguesa do documento, mas recomendamos desde já a sua leitura a todos que tenham essa possibilidade.

Não existe nenhum outro tratado internacional que possa fazer tanto para garantir uma subida da temperatura média do nosso planeta como o Tratado carta da Energia.