logo Troca linha TROCA - Plataforma por um comércio internacional justo

Os vencedores do prémio Piaçaba d’Ouro foram…

Os vencedores do prémio Piaçaba d’Ouro foram…

Os vencedores do prémio Piaçaba d’Ouro foram…

Um conjunto de colectivos da sociedade civil uniu-se no propósito de “homenagear” as empresas multinacionais que mais abusam das soluções de justiça privada (ISDS) que fazem parte de vários tratados de comércio e investimento, ou das “lacunas de jurisdição” resultantes de operarem em vários países e fazerem uso das diferentes legislações para garantir a sua impunidade.

As 20 associações de toda Europa conceberam o prémio “piaçaba de Ouro” como uma forma de chamar à atenção para as “implicações de formas de comércio tóxicas” para a vida das pessoas, que alegam serem quase desconhecidas. As associações envolvidas consideram o piaçaba como uma alusão ao que afirmam ser «a forma suja como são mantidos estes sistemas injustos, e a necessidade de “limpar” o sistema de comércio internacional».

Foram nomeadas 10 empresas multinacionais e o público teve oportunidade de votar desde o início de Dezembro até ao dia 24 de Janeiro, que marcou o encerramento da petição «Direitos para as pessoas, regras para as multinacionais».

Tendo em conta a votação do público, foram então anunciados as duas empresas “vencedoras”:

-A SHELL, a empresa que mais abusou da impunidade empresarial

-A Bayer-Monsanto, a empresa que mais abusou dos sistemas ISDSEmbora a petição «Direitos para as pessoas, regras para as multinacionais», contra sistemas ISDS ou semelhantes e contra a impunidade empresarial tenha encerrado, a luta por um comércio internacional justo irá continuar.